Afirma o Diretório Geral para a Catequese que “a vocação do leigo á catequese tem origem no sacramento do batismo e se fortalece pela Confirmação, sacramento

Mediante os quais ele participa do «ministério sacerdotal, e real » de Cristo. Além da vocação comum ao apostolado, alguns leigos sentem-se chamados interiormente por Deus, a assumirem a tarefa de catequistas. A Igreja suscita e distingue esta vocação divina, e confere a missa de catequizar. Dessa forma, o Senhor Jesus convida homens e mulheres, de uma maneira especial a segui-lo, mestre e formador dos discípulos. Este chamado pessoal de Jesus Cristo e a relação com Ele são o verdadeiro motor da ação do catequista « É deste conhecimento amoroso de Criste que jorra o desejo de anuncia-lo, de «evangelista», e de levar outros ao «sim» da fé em Jesus Cristo “(DGC231).

Ser catequista é uma vocação! É um chamado da parte de Deus para uma missa. O catequista, ao sentir esse chamado verifica que necessita compreender melhor seu trabalho missionário. Sentir-se chamado verifica que necessita compreender melhor seu trabalho missionário. Sentir-se chamado a ser catequista e a receber da Igreja a missão para fazê-lo pode adquirir, de fato, diversos graus de dedicação, segundo as característica de cada um. Há muitas formas de  exercer o ministério catequético, mas independente delas, o catequista deve se esforçar para desenvolver em si as seguintes características:

Ser catequista

Ser

Saber

Fazer

Conviver

Vocação: Sou

Chamado ao servir.

Sou discípulo e devo

Aprender com Jesus.

Sou enviado pela a

Igreja, em missão

Devo formar

Comunidade fraterna

 

Catequista é um instrumento vivo

Através do qual Deus se comunica com os homens; é um educador da fé e não um mero repetidor de uma doutrina; é um transmissor do Evangelho com própria vida, seguindo o conteúdo, o estilo, os critérios e os métodos de Jesus,  aprendendo a ter os seus mesmos sentimentos (cf. FI 2, 5-11). Então, o CATEQUISTA  é um homem ou uma mulher, escolhida (a) por Deus, através da sua Igreja, e por ela encarregado (a), para ser um sinal- instrumento eficaz para transmitir, coma própria vida e pela palavra, a Boa Nova do Reino de Deus que aconteceu em Jesus Cristo. O catequista se torna assim um mediador entre o diálogo que Deus quer empreender com todos os homens. É uma pessoa que por primeiro encontro e aderiu á Cristo e á sua Palavra tornando-se por isso, uma testemunha deste encontro e desta adesão. É um “mestre” que busca ajudar aos outros homens, seus irmãos, a descobrirem e a conhecerem aquilo que Deus falou e quer e deles espera como resposta de amor: “que quer que todos os homens  sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” (1 Tm 2,40). É um educador, que conduz cada pessoa a desenvolver o germe da fé batismal, isto é, aquilo que cada um possui de melhor dentro de si, ou seja, Jesus Cristo, dom impresso pela graça batismal. Enfim, o catequista  é uma testemunha, capaz de santificar Cristo em seu coração e que está sempre pronto a dar razão de sua esperança a todos aqueles a pedirem. Isto se torna, por isso dizer, uma tarefa ainda maior nos nossos dias, imersos num contexto secularizado e de inversão de valores, exigem do catequista uma capacidade de encarnar no mundo a própria fé e de comunicá-la de modo convincente e crível, a fim de que os homens possam se libertar de tudo aquilo que é contrário á sua dignidade de filhos de Deus. Como educador da fé dos seus irmãos,o catequista é devedor a todos do Evangelho que anuncia, ao mesmo tempo em que se deixa educar pela fé e pelo testemunho daqueles que catequiza. Catequiza. O CATEQUISTA E UM CHAMADO A ANUNCIAR O EVANGELHO “Não foste vós que me escolhestes, mas fui eu que vós escolhi” 

Perguntas para a reflexão:

1.       Estou cumprindo com o chamado e compromisso feito com Cristo de ser um autentico catequista?

2.       Como está minha vocação de catequista?

3.       Diante da frase “Ser Catequista” defina: Ser, Saber,Fazer,Conviver.

4.       Dê sugestões para a catequese de sua paróquia.

 

Pesquisar

Usuários pelo mundo

Balancetes

- Busca na Bíblia - Novo Testamento

- Busca na Bíblia - Velho Testamento